Loading Content...

Haniel_fernandes Instagram Photos and Videos

Loading...


haniel_fernandes Haniel Fernandes @haniel_fernandes mentions
Followers: 8,502
Following: 649
Total Comments: 0
Total Likes: 0

Bactérias intestinais fermentam fibras da dieta em ácidos graxos de cadeia curta (SCFAs), usados ...
Media Removed
Bactérias intestinais fermentam fibras da dieta em ácidos graxos de cadeia curta (SCFAs), usados como energia para metabolizar neurotransmissores (NT) intestinais, modular o apetite diretamente via nervo vago ou indiretamente através de mecanismos imuno-neuroendócrinos e modular ... Bactérias intestinais fermentam fibras da dieta em ácidos graxos de cadeia curta (SCFAs), usados como energia para metabolizar neurotransmissores (NT) intestinais, modular o apetite diretamente via nervo vago ou indiretamente através de mecanismos imuno-neuroendócrinos e modular a liberação de leptina, insulina e grelina

O efeito modulador da microbiota na serotonina (5-HT) influencia a homeostase da glicose pelo estímulo dos receptores 5-HT1B e 5-HT4, influenciando na secreção de GLP1 independente da alimentação, melhorando a tolerância à glicose sob inibição de DPP4

5HT medeia seus efeitos supressores do apetite modulando melanocortina (MCR) e controlando a homeostase do peso corporal. O GABA tem liberação sináptica no núcleo arqueado hipotalâmico (ARC), que contém peptídeos orexígenos (NPY e AgR) e anorexígenos (CART e POMC). As células enteroendócrinas (EEC) são ativadas por metabólitos intestinais através dos receptores FFARs, produzindo hormônios intestinais (GLP-1, PYY e CCK) para regular o apetite e o balanço energético. Os ácidos biliares e seus conjugados, ativam FXR e TGR5, equilibrando GLP-1 para manter a tolerância à glicose e sensibilidade à insulina, no intestino e fígado

O fator adipocitário induzido pelo jejum (Fiaf), inibidor da lipoproteína lipase (LPL), é suprimido por bactérias intestinais gram-negativas (patogênicas), induzindo deposição de triglicérides nos adipócitos, aumento da produção de leptina no tecido adiposo ou diminuição da produção de grelina no estômago, menos fome, e inflamação por liberação de lipopolissacarídeo (LPS), ativando células imunes (B ou DC) e produzindo citocinas

A disbiose modifica a secreção hormonal, afetando apetite/saciedade através do hipotálamo por abundância de Firmicutes. Além disso, a atividade microbiana b-glucuronidase intestinal pode aumentar as concentrações de catecolaminas como noradrenalina e dopamina, quase metade da dopamina formada no corpo humano é produzida no trato gastrointestinal #nutri #nutricao #nutricionista #nutricaoesportiva #nutricaoclinica #medicinaintegrativa #medicinapreventiva #intestino #compulsaoalimentar #vidasaudavel #comidadeverdade #dieta #microbiota #bacterias
Read more
Loading...
<span class="emoji emoji1f4aa"></span>☠ #armsday #bodybuildinglifestyle #boanoite #goodnight #gym #dieton #fikagrandeporra
Media Removed
☠ #armsday #bodybuildinglifestyle #boanoite #goodnight #gym #dieton #fikagrandeporra 💪☠ #armsday #bodybuildinglifestyle #boanoite #goodnight #gym #dieton #fikagrandeporra
Um estudo de base populacional usou dados demográficos, estilo de vida e dados genéticos básicos ...
Media Removed
Um estudo de base populacional usou dados demográficos, estilo de vida e dados genéticos básicos com acompanhamento entre 2006 a 2016 Buscou-se estimar os coeficientes de risco (HR) para a ingestão de café e mortalidade usando modelos de riscos proporcionais multivariados ajustados ... Um estudo de base populacional usou dados demográficos, estilo de vida e dados genéticos básicos com acompanhamento entre 2006 a 2016

Buscou-se estimar os coeficientes de risco (HR) para a ingestão de café e mortalidade usando modelos de riscos proporcionais multivariados ajustados por Cox. e modificação do efeito potencial pelo metabolismo da cafeína, definido por um escore genético de polimorfismos identificados em AHR, CYP1A2, CYP2A6 e POR, que têm efeito sobre o metabolismo da cafeína, no diz que respeito a problemas ou não na sua absorção

Dos 502.641 participantes que consentiram com dados de base, incluíram aquelas que não estavam grávidas e tinham dados completos sobre a ingestão de café e status de tabagismo (n = 498.134)

A idade média dos participantes foi de 57 anos (variação de 38 a 73 anos), destes, 271.019 (54%) eram mulheres e do total, 387.494 (78%) eram bebedores fiéis de café

Mais de 10 anos de follow-up, onde 14.225 mortes ocorreram. E o consumo de café foi inversamente associado à mortalidade por todas as causas. Usando bebedores de café, os HRs para beber:
►Menos de 1 xícara/dia 0,94 (95% CI, 0,88-1,01)
►1 xícara /dia 0,92 (IC 95%, 0,87-0,97)
►2 a 3 xícaras/dia 0,88 (IC 95%, 0,84-0,93)
►4 a 5 xícaras/dia 0,88 (IC 95% 0,83-0,93)
►6 a 7 xícaras/dia 0,84 (IC 95% 0,77-0,92)
►8 ou mais xícaras/dia 0,86 (IC 95% 0,77-0,95)

Ou seja, CAFÉ É VIDA!!! Mas atenção: café puro, Tá? Sem essa de adoçantes/açúcares, pois quem gosta de algo, gosta deste algo (bem clichê)! Mas é a realidade da vida, café é amargo e se você gosta de café saiba apreciá-lo da forma mais coerente. #cafe #metaanalise #boanoite #medicinaintegrativa #NUTRICAOESPORTIVA #nutri #vidasaudavel #nutricao #cafeina #coffee #cafeevida #amantesdecafe
Read more
Trabalhos que generalizam adoçantes como uma única categoria estão incorretas. Os edulcorantes ...
Media Removed
Trabalhos que generalizam adoçantes como uma única categoria estão incorretas. Os edulcorantes possuem diferentes estruturas bioquímicas com diferentes vias metabólicas, com ou sem poder bacteriostático, e vias excretoras que, por si só, impedem um resultado generalizante O ... Trabalhos que generalizam adoçantes como uma única categoria estão incorretas. Os edulcorantes possuem diferentes estruturas bioquímicas com diferentes vias metabólicas, com ou sem poder bacteriostático, e vias excretoras que, por si só, impedem um resultado generalizante

O receptor T1R3, responsável pela sensibilidade ao açúcar tanto na boca quanto no intestino, está presente também nas células β-pancreáticas, e uma cascata de sinalização análoga na boca elicia GLP1 e GIP em células L dose-dependente, e secreção de insulina. Este receptor é estimulado pelos adoçantes por regulação positiva, levando ao aumento no desejo por açúcar. Quanto mais adoçantes, mais o sabor doce é estimulado, uma vez que o adoçante o imita e se liga mais fortemente ao heteródino, resultando na necessidade de doses crescentes

O metabolismo da sucralose ocorre no intestino grosso, do aspartame no intestino delgado, cada um influenciando as bacérias de maneira diferente. A sacarina estimula uma área da amígdala de combate e fuga, causando inflamações típicas da obesidade, levando a uma pior resposta ao açúcar, além de, junto do aspartame, aumentarem a produção de butirato no corpo levando ao aumento de Bacteroidetes no intestino, bactérias diretamente ligadas ao ganho de peso. A flora intestinal usando sacarina parece do diabético, já usando sucralose parece com quem possui doenças auto-imunes, com menos bactérias comensais, menos mucosas e mais patógenos

Então, não se ache mais saudável por trocar o açúcar por adoçante, até porque tem que saber qual adoçante está usando, se estiver com alguns que nem sabe quais são, aí o negócio tá “pior que o ruim”. #boanoite #adoçantes #adoçantes #nutri #nutricao #NUTRICIONISTA #medicinaintegrativa #medicinapreventiva #vidasaudavel #sugarfree #semacucar #semdoce #saude
Read more
Parabéns aos proficionais da çaúdi que manjam de todos os paranauês alimentares! . "Muito parabéns" ...
Media Removed
Parabéns aos proficionais da çaúdi que manjam de todos os paranauês alimentares! . "Muito parabéns" a quem passa 5 anos ou mais estudando pra fazer dieta e não faz nem a sua própria . "Muito parabéns" a quem estuda composição dos alimentos e fala que tapioca é melhor que pão, tudo "farinha ... Parabéns aos proficionais da çaúdi que manjam de todos os paranauês alimentares!
.
"Muito parabéns" a quem passa 5 anos ou mais estudando pra fazer dieta e não faz nem a sua própria
.
"Muito parabéns" a quem estuda composição dos alimentos e fala que tapioca é melhor que pão, tudo "farinha do mesmo saco" se é que me entendem kkkkkkkk
.
Parabéns aos que estudam obesidade 24hs por dia, mas tem IMC acima de 30kg/m2
.
Parabéns e muitas felicidades na vida a todos os colegas! 👏👏👏👏 E parabéns também pra galera do:
.
👉Tapioca com chia é fit
.
👉Leite de vaca é um super alimento
.
👉Pão francês tá tranquilo
.
👉Glúten é besteira da mídia
.
👉Fruta engorda
.
👉Fruta da cirrose
.
👉Alimento enlatado uma vezinha é sussa
.
👉Embutido porque não?
.
👉Sorvete fit porque na gelateria disse que é de whey
.
👉Açúcar com café
.
👉Tirei o açúcar e tô no adoçante
.
👉Stévia é natural
.
👉Redufite é um composto de ervas, natural, saudável
.
👉Lorcaserina é melhor que sibutramina
.
👉Orlistast é fitoterápico
.
👉Fazer jejum perde massa magra
.
👉Lowcarb = Zerocarb
.
👉Cetogênica faz você absorver menos micronutrientes
.
👉Óleo de canola não faz mal
.
👉Gosto da fitoterapia mas odeio chá
.
👉Faço dieta mas não pratico atividade física
.
👉Chá não tem efeito de nada
.
👉Manipulados fitoterápicos são placebo
.
👉Óleo de soja é bom pra fritar porque tem ponto fumaça alto
.
👉Etc...
.
#bomdia #nutri #nutricaoclinica #diadonutricionista #goodmorning #NUTRICIONISTA #vidasaudavel #dieta
Read more
Vai um cházinho!? 🤓 #cha #nutricao #amor #boatarde #goodafternoon #vidasaudavel Vai um cházinho!? 🍃🤓 #cha #nutricao #amor #boatarde #goodafternoon #vidasaudavel
Loading...
<span class="emoji emoji1f4aa"></span>☠ #boanoite #bodybuildinglifestyle #foco #vamoqvamo
Media Removed
☠ #boanoite #bodybuildinglifestyle #foco #vamoqvamo 💪☠ #boanoite #bodybuildinglifestyle #foco #vamoqvamo
A regulação pós-transcricional seria tudo que acontece depois do RNA. Todas as células, apesar ...
Media Removed
A regulação pós-transcricional seria tudo que acontece depois do RNA. Todas as células, apesar de funções diferentes, possuem o mesmo DNA, que é transcrito por um gene específico para formar uma proteína e desenvolver a sua ação, função, baseada no RNAm. Ou seja, a “proteína pós-transcricional” ... A regulação pós-transcricional seria tudo que acontece depois do RNA. Todas as células, apesar de funções diferentes, possuem o mesmo DNA, que é transcrito por um gene específico para formar uma proteína e desenvolver a sua ação, função, baseada no RNAm. Ou seja, a “proteína pós-transcricional” é, de forma direta, a ação da célula. Uma vez que o DNA sozinho não faz absolutamente nada, pode ser:
►Traduzido: formando proteína
►Degradado: sem exercer qualquer função
►Estocado: para ser transcrito depois
►Transportado, exportado: sair de uma célula a outra

DNA ativo não pode se tornar uma proteína de fato (proteônica). Ou seja, para saber a expressão gênica, deve-se medir as proteínas, existindo, ainda, a regulação pós-traducional, onde não significa, necessariamente, que a proteína terá ação

Um gene transcreve o DNA à RNAm específico, que induz a formação de uma proteína de ação, onde você pode ou não transcrevê-la dependendo do seu estilo de vida (epigenética). Uma vez que aos polimorfismos, a metilação ou não de histonas (proteínas do nucleossomo), induz ou não uma “resposta funcional”. Como dito anteriormente, a regulação pós-transcricional é tudo o que acontece depois da leitura do RNA. Onde as células se tornam diferentes e onde a epigenética pode desenvolver regulação de função

Através da dieta e prescrição eficiente de fitoquímicos e polifenóis, pode-se modular e influenciar diretamente, aqui por epigenética, a “formação” ou não destas proteínas de ação pós transcrição. O que incide diretamente na condição clínica do indivíduo ao passar dos anos, podendo silenciar ou ativar genes patológicos dentro do seu organismo através do tipo de alimento e/ou fitoquimico ingerido (via imagens)! #boanoite #genetica #epigenetica #dieta #nutricao #medicinaintegrativa #nutri #NUTRICIONISTA #gene #saude #vidasaudavel #ciencia #artigo
Read more
Loading...
Uma brisa, um bom chá e uma mente pra alimentar! <span class="emoji emoji1f4aa"></span>🤓 #NUTRICIONISTA #nutricao #nutri #boatarde #cha ...
Media Removed
Uma brisa, um bom chá e uma mente pra alimentar! 🤓 #NUTRICIONISTA #nutricao #nutri #boatarde #cha #vidasaudavel #goodafternoon #medicinapreventiva #tattoo #study #estudantedenutricao Uma brisa, um bom chá e uma mente pra alimentar! 💪🤓 #NUTRICIONISTA #nutricao #nutri #boatarde #cha #vidasaudavel #goodafternoon #medicinapreventiva #tattoo #study #estudantedenutricao
🤓 #bomdia #goodvibes
Media Removed
🤓 #bomdia #goodvibes 🤓 #bomdia #goodvibes
Aos 30, você tem uma depressãozinha, uma tristeza meio persistente. Vai ao doutor: prescreve-se ...
Media Removed
Aos 30, você tem uma depressãozinha, uma tristeza meio persistente. Vai ao doutor: prescreve-se FLUOXETINA. A Fluoxetina dificulta seu sono. Então, prescreve-se CLONAZEPAM. O Clonazepam o deixa meio bobo ao acordar e reduz sua memória Volta ao doutor. Ele nota que você aumentou de ... Aos 30, você tem uma depressãozinha, uma tristeza meio persistente. Vai ao doutor: prescreve-se FLUOXETINA. A Fluoxetina dificulta seu sono. Então, prescreve-se CLONAZEPAM. O Clonazepam o deixa meio bobo ao acordar e reduz sua memória

Volta ao doutor. Ele nota que você aumentou de peso. Prescreve SIBUTRAMINA. A Sibutramina o faz perder uns quilinhos, mas lhe dá uma taquicardia. Novo retorno ao doutor, ele nota que você também está com a pressão alta. Prescreve-lhe LOSARTANA e ATENOLOL, este último para reduzir sua taquicardia

Aparentemente adequado, um “polivitamínicos” é prescrito. Como este doutor não entende nada disso, manda você comprar um “Polivitamínico de A a Z”, que pra muito pouca coisa serve

Já se vão mais de R$ 350,00 por mês escorrendo para o ralo da indústria farmacêutica. Você começa a ficar nervoso, preocupado e ansioso, pois as contas não batem no fim do mês. Começa a sentir dor de estômago e azia. Vai a outro doutor: OMEPRAZOL

Os sintomas somem, não a bagunça que virou sua flora intestinal. De tanta preocupação, você nem se lembra de tomar água e se acha retido. Volta ao doutor. Pra ele "tudo não tem problema". FUROSEMIDA é prescrito. E você começa a "mijar" alguns minerais que você nem se quer tinha

Você não tem mais potência sexual. Além de estar “brochando”, tem pouquíssimo esperma e a libido sumiu. Para o doutor da medicina da doença, isso não é problema: TADALAFIL. Sua potência melhora, mas, uma tremenda dor de cabeça e palpitação. De boa, o doutor aumenta a dose do ATENOLOL e passa uma NEOSALDINA para você tomar antes do sexo

Nos exames, sua glicose está 110 e seu colesterol 220. O doutor prescreve METFORMINA + SINVASTATINA. “É para evitar Diabetes e Infarto”, diz o cuidador de sua saúde. De tanta droga, sua tireoide já não é mais a mesma e seu TSH está acima de 10, como o doutor da doença não trata a causa, PURAN é prescrito

Aos 40 anos, você já toma: FLUOXETINA, CLONAZEPAM, LOSARTANA, ATENOLOL, POLIVITAMÍNICO de A a Z, OMEPRAZOL, FUROSEMIDA, TADALAFIL, NEOSALDINA, METFORMINA, SINVASTATINA e PURAN.
#industriafarmaceutica #medicamentos #medicinapreventiva #boanoite #medicina #vidasaudavel #farmacia Adap.:CarlosBayma
Read more
É a ligação direta entre o intestino e o cérebro. Constituído pelo SNC (sistema nervoso central); ...
Media Removed
É a ligação direta entre o intestino e o cérebro. Constituído pelo SNC (sistema nervoso central); SNA (sistema nervoso autônomo); SNE (sistema nervoso entérico) e eixo HPA (hipotalâmico-pituitário-adrenal); Além da microbiota, que regula mediadores imunológicos (citocinas e quimiocinas), ... É a ligação direta entre o intestino e o cérebro. Constituído pelo SNC (sistema nervoso central); SNA (sistema nervoso autônomo); SNE (sistema nervoso entérico) e eixo HPA (hipotalâmico-pituitário-adrenal); Além da microbiota, que regula mediadores imunológicos (citocinas e quimiocinas), sinaliza o nervo vago (liga o intestino ao cérebro) e os metabólitos neuroativos e endócrinos (glicocorticoides e neuropeptídios)

No SNE, as CCEs (células enteroendócrinas) produzem hormônios intestinais (CCK, GLP1, PYY) em resposta a estímulos alimentares, bacterianos, e sinais imunológicos por interações intestinais na microbiota. Padrões alimentares ricos em açúcares, gorduras saturadas, hidrogenadas/trans reduzem a diversidade microbiana, promovem inflamação e contribuem para um intestino permeável, facilitando passagem de componentes de bactérias gram-negativas (endotoxinas - LPS). No qual, provocam resposta imunológica e resposta inflamatória, induzindo neuroinflamação, sob a relação direta entre a qualidade da alimentação, a microbiota intestinal, o sistema cognitivo e humor

Bactérias intestinais metabolizam prebióticos (fibras), produzindo SCFA (ácidos graxos de cadeia curta); propionato, acetato e butirato, que; induzem PYY e GLP1; fortalecem a barreira intestinal e regulam o apetite via POMC. Os SFAs (ácidos graxos saturados) ativam TLRs (receptores toll-like) expressos em células do sistema imunológico e epitélios intestinais. Principalmente, TLR2 e TLR4, onde induzem neuroinflamação (NFkB) e problemas de barreira por ativar MyD88. #boanoite #intestino #microbiota #nutri #NUTRICIONISTA #gutbrain #eixoHPA #medicinaintegrativa #medicina #nutricao #ciencia
Read more
Loading...
Por último mas não menos importante, algumas implicações, e mecanismos, a mais do consumo demasiado ...
Media Removed
Por último mas não menos importante, algumas implicações, e mecanismos, a mais do consumo demasiado do leite de vaca e a saúde humana. Quase tudo aqui vai ligar sinalização de mTORc1 com os estrógenos que o leite pode induzir à leucina que o mesmo possui Na parte II, ultimo post, foram expostos ... Por último mas não menos importante, algumas implicações, e mecanismos, a mais do consumo demasiado do leite de vaca e a saúde humana. Quase tudo aqui vai ligar sinalização de mTORc1 com os estrógenos que o leite pode induzir à leucina que o mesmo possui

Na parte II, ultimo post, foram expostos alguns estudos prospectivos em meta análises sobre o impacto do leite no risco de câncer de próstata, aqui está o mecanismo pelo qual este alimento induz o problema (1). Relacionando leucina com os estrógenos do leite ao impacto na sinalização de mTORc1, cujo função difere da mTORc2. Inclusive com influências em fatores transcricionais de RNAm para formação de proteínas com esta função patológica. Cujo fator também tem forte ligação com o impacto na obesidade em fórmulas infantis com leite de vaca para crianças (2)

3: Recentemente (2018) foram divulgadas duas grandes e impactantes meta análises para o consumo de leite, menos queijo e menos ainda iogurte, ao aparecimento e indução do crescimento de acne. Em pesquisas feitas no PUBMED, EMBASE, MEDLINE e COCHRANE LIBRARY, foram selecionados 212 e 1750 estudos para analisar prospectivamente 13 e 14 estudos respectivos. (4) Onde os mecanismos também estão voltados para a sinalização de mTORc1 e sua cascata particular de outros substratos que induzem tais problemas

5: As gorduras do leite, em maior quantidade ácidos graxos saturados de cadeia longa. Antes de mais nada, saiba que até mesmo leites desnatados possuem gorduras. E falando deles, mirístico e palmítico, e suas implicações em células humanas, induzem problemas relacionados ao colesterol hepático e proporcionalidade ao aumento de células tumorais.
#bomdia #polemicadoleite #leite #nutricaoclinica #medicinapreventiva #lacfree #semleite #nutricionista #nutri
Read more
1: Capa 2: Meta análise (2015) com 199 artigos, 16 elegíveis, 5% para laticínios e 6% para leite ...
Media Removed
1: Capa 2: Meta análise (2015) com 199 artigos, 16 elegíveis, 5% para laticínios e 6% para leite no risco de Linfoma Não-Hodking, sem risco para iogurtes. 3: Polimorfismo LCT13910, 2010, mais de 31mil indivíduos, risco dos tolerantes a lactose, consumidores de lácteos, ao alelo e problemas ... 1: Capa

2: Meta análise (2015) com 199 artigos, 16 elegíveis, 5% para laticínios e 6% para leite no risco de Linfoma Não-Hodking, sem risco para iogurtes.

3: Polimorfismo LCT13910, 2010, mais de 31mil indivíduos, risco dos tolerantes a lactose, consumidores de lácteos, ao alelo e problemas no IMC, confirmando que tolerantes foram mais obesos. Meta análise, 2018, 184.802, 25 estudos prospectivos, resultando em elevação significativa do IMC para alelos dominantes e recessivos.

4: Risco de câncer de próstata: meta análise, 2004, 14 estudos prospectivos de coorte e caso controle, risco para o consumo de lácteos. 2007, meta análise, 18 estudos prospectivos de 1966 a 2006 indicando aumento de 10% para o mesmo risco. Em 2006 e 08 foi identificado que o leite, não o de soja, contém mais estrógeno do que deveria e, ainda, na forma livre não conjugada. Estudo de coorte, 2012, 3918 homens entre 1986 e 2006, quem mais consumia leite tinha risco a desenvolver o mesmo câncer. Concretizando de vez este assunto, outra meta análise, 2014, diversos estudos (ver foto), identificou associação positiva ao risco de câncer de próstata a tipos de lácteos (ver curvas)

5: Ensaio clínico (2010) com homens e crianças para doses agudas de leite impactando no nível hormonal com aumento de estrógenos

6: Meta análise, 2018, 2509 estudos, 34 estudos prospectivos, relatou risco significativo de câncer gástrico aos indivíduos dispépticos e, principalmente, para os que ingeriam leite com a falsa cultura de melhorar sintomas.

7: Meta análise, 2012, avaliou 2632 estudos, PUBMED e EMBASE, com 29 estudos prospectivos; no longo prazo, a associação de laticínios e a melhora da composição corporal não foi suportada.

8: Estudo de coorte de 2007, 57689 homens e 73175 mulheres, com resultados significativos para o consumo de laticínios e risco de Parkinson, maior incidência em homens. 2017, meta análise de 8 estudos prospectivos e um estudo de coorte com 48610 homens (554 casos) e 80736 mulheres (482 casos) com significância estatística para Parkinson. #boanoite #polemicadoleite #leite #nutricaoclinica #medicinapreventiva #lacfree #semleite #nutricionista #nutri
Read more
Muitas pessoas defendem o consumo deste pseudoalimento e seus derivados. Então, viajando pela ...
Media Removed
Muitas pessoas defendem o consumo deste pseudoalimento e seus derivados. Então, viajando pela literatura, vamos ver o que os estudos científicos estão trazendo: 1: Capa 2: Onde surgiu a permanência da lactase na fase adulta e a “capacidade de digerir” leite 3: Composição do leite 4: ... Muitas pessoas defendem o consumo deste pseudoalimento e seus derivados. Então, viajando pela literatura, vamos ver o que os estudos científicos estão trazendo:

1: Capa

2: Onde surgiu a permanência da lactase na fase adulta e a “capacidade de digerir” leite

3: Composição do leite

4: Durante a “digestão intestinal” da beta-caseína, liberam-se vários peptídeos opioides, chamados de beta-casomorfinas, BCM-7 em maior quantidade (40mg/100mL). Opioide, pois possui características químicas de cadeia e liberação concomitante de histidina, convertida em histamina. Entretanto, os polimorfismos de leite bovino liberadores de BCM-7, já foram “diagnosticados” e não giram em torno só de A1 e A2 como falam alguns estudos

5: Mecanismo de ação do BCM7 e laticínios onde foi achado

6: EM HUMANOS (os dois estudos somam 704 indivíduos), RANDOMIZADO, CRUZADO e com WASHOUT. E olhem que legal: TODOS OS INDIVIDUOS, mesmo tolerantes, tiveram atrasos no tempo do trânsito gastrointestinal

7: in-vitro: compraram o dano do BCM-7 bovino, BCM-7 do leite materno, gliadina-7 do glúten e da morfina (um poderoso opioide que vocês já ouviram falar). A quantidade de BCM-7 no leite humano é praticamente nula, menos de 1% comparada a bovina, e mesmo equiparando quantidades, os danos em cisteína, glutationa e SAM, são bem maiores pelo bovino. ENSAIO: Problemas na DPP4 em crianças com ALT e problemas neurológicos em idosos

8: O efeito diabetogênico do leite incide em indivíduos com exposição prematura. A proteína da gordura do leite (mesmo o leite desnatado tem gordura), chamada de butirofilina (BTN), pode induzir esclerose múltipla em predispostos

9: Em 2016 a legislação mudou, agora 400.000 células de pus, antes 750.000, podem passar para o seu copo. Ora, a vaca fica muito tempo com um “sugador” na teta, podendo inflamar, e pra evitar supervisões, dão antibióticos ao animal tentando conter as inflamações, mastites, então resíduos vão ao leite. Além das adulterações no “pré-processo” de envase com água não tratado e uréia, que altera a quantidade de lactose

10: A pirâmide de consumo alimentar para síndrome do intestino irritável (SII)

#boanoite #leite #milk #polemica #nutricionista
Read more
Loading...
A microbiota intestinal contém trilhões de microorganismos participantes de várias funções ...
Media Removed
A microbiota intestinal contém trilhões de microorganismos participantes de várias funções fisiológicas, como; manutenção de células intestinais, desenvolvimento do sistema imunológico e neutralização de patógenos. Envolvido no desenvolvimento de obesidade e diabetes tipo ... A microbiota intestinal contém trilhões de microorganismos participantes de várias funções fisiológicas, como; manutenção de células intestinais, desenvolvimento do sistema imunológico e neutralização de patógenos. Envolvido no desenvolvimento de obesidade e diabetes tipo 2, seu intestino possui um ambiente específico para tipos de bactérias e, contudo, maus comportamentos, emocionais e/ou dietéticos, irão alterar o equilíbrio da sua microbiota. Dentre as bactérias existentes, as bactérias probióticas, como Lactobacillus e Bifidobacterias, modulam o intestino liberando compostos que melhoram a barreira epitelial entérica. O Eubacteriumrectale e o Fusobacterium produzem ácidos gordos que são importantes como fonte de energia para células da mucosa e modulação imunológica. Em contraste, Staphylococcus e Pseudomonas participam de distúrbios metabólicos, como diabetes e obesidade, Clostridum tetani são resistentes ao ambiente ácido do estômago e antibióticos e tipos de E. coli são patogênicos, causam gastroenterite e infecções do trato urinário.

A sinalização entre o trato gastrointestinal (TGI) e o sistema nervoso central (SNC) ocorre através de peptídeos; Neuropeptídeo Y (NpY), Colecistocinina (CcK), grelina e leptina, e neurotransmissores; dopamina (DA), serotonina (5-HT), GABA, acetilcolina (Ach) e glutamato. Em outras palavras, o intestino tem o seu próprio sistema nervoso autônomo, formado por células que se ligam diretamente ao SNC. Então, qualquer alteração na dieta/humor acarreta alteraçõesnas funções intestinais.

As primordiais indicações para regular seu segundo cérebro são; ingestão regular de fibras e água, controle de parasitas, consumo de gorduras insaturadas, uso de probióticos e ingestão reduzida de carne vermelha, com isenção de fast-food’s, tabagismo e bebida alcoólica. #boanoite #vidasaudavel #medicinapreventiva #nutricaoclinica #nutri #nutricionista #nutricaoesportiva #microbiota #probiotico #pb8 #kefyr #intestino
Read more
A caminhada é longa e nunca para! <span class="emoji emoji1f4aa"></span><span class="emoji emoji1f480"></span> #boatarde #goodafternoon #bodybuildinglifestyle #dieta ...
Media Removed
A caminhada é longa e nunca para! #boatarde #goodafternoon #bodybuildinglifestyle #dieta #comidadeverdade #comidasaudavel A caminhada é longa e nunca para! 💪💀 #boatarde #goodafternoon #bodybuildinglifestyle #dieta #comidadeverdade #comidasaudavel
Os efeitos deletérios estão associados a indivíduo vulnerável (obeso), disbiose intestinal ...
Media Removed
Os efeitos deletérios estão associados a indivíduo vulnerável (obeso), disbiose intestinal e consumo de alimentos de origem animal. TMAO (trimetilamina N-óxido) é um composto orgânico produzido a partir da TMA (trimetilamina), gerada pelas bactérias do intestino quando metabolizam ... Os efeitos deletérios estão associados a indivíduo vulnerável (obeso), disbiose intestinal e consumo de alimentos de origem animal. TMAO (trimetilamina N-óxido) é um composto orgânico produzido a partir da TMA (trimetilamina), gerada pelas bactérias do intestino quando metabolizam colina (ovo e carnes), lecitina (ovo) e L-carnitina (carne vermelha), indo pela corrente sanguínea até o fígado, onde é oxidado a TMAO, principalmente pela enzima FMO3 (flavinas monooxigenase hepáticas)

O efeito da TMAO é atribuído a alteração do colesterol, do metabolismo do esterol e do ácido biliar, ativando vias inflamatórias e promovendo formação de células espumosas, junto a progressão de doenças cardiovasculares, síndrome metabólica e influência na diabetes tipo 2. Entretanto, principalmente, em indivíduos sedentários, obesos, diabéticos e renais

Alimentos potenciais que induzem aumento da TMAO são; carne vermelha, ovos, laticínios e peixes de água salgada. Seus níveis são determinados pela dieta, estilo de vida, microbiota intestinal (Firmicutes e Proteobacteria; Anaerococcus hydrogenalis, Clostridium, Escherichia fergusonii, Proteus penneri, Providencia rettgeri e Edwardsiella tarda), FMO hepáticas, disfunção do sono e função renal.
Influenciam negativamente nos níveis de TMAO:
►Fibra solúvel
►Resveratrol
►Enterobacter (gluten free), Rhodobacter, Photobacterium, Shewanella e Vibrio
►Vitaminas B e D

A colina e lecitina dos ovos são importantes contribuintes para o consumo geral de fosfolipídios dietéticos, além de regular a absorção lipídica, o metabolismo lipídico hepático e inflamação. A ingestão de ovos está associada a alterações benéficas no HDL e não existe associação entre colina dietética com DCV incidente.

Moral da história, se você é o indivíduo vulnerável, ou seja, sedentário, não se alimenta bem, obeso, fuma e/ou bebe, não dorme direito, etc. Todas ou algumas dessas características podem designar que até quando você achar que está comendo algo dietético, esse algo pode te fazer mal! Curioso, não é? #tmao #microbiota #boanoite #vidasaudavel #intestino #medicinapreventiva #medicina #nutri #nutricaoclinica #nutricao #nutricionista #alimentacaosaudavel #obesidade
Read more
Loading...
A exposição ao glúten em indivíduos saudáveis ​​e não suscetíveis certamente não é grande coisa. ...
Media Removed
A exposição ao glúten em indivíduos saudáveis ​​e não suscetíveis certamente não é grande coisa. Mas, o glúten adquiriu uma qualidade espessante e aglutinante quando na culinária da indústria alimentícia; molho de soja, ketchup, temperos, etc. O glúten encontrado nos suprimentos alimentares ... A exposição ao glúten em indivíduos saudáveis ​​e não suscetíveis certamente não é grande coisa. Mas, o glúten adquiriu uma qualidade espessante e aglutinante quando na culinária da indústria alimentícia; molho de soja, ketchup, temperos, etc. O glúten encontrado nos suprimentos alimentares foi geneticamente modificado ou criado seletivamente para conter moléculas anti-praga que podem estar incomodando mais do que apenas as pragas.  O glúten ingerido não é totalmente degradado pelas enzimas digestivas, deixando peptídeos no intestino. Os peptídeos de gliadina podem afetar diretamente a integridade da barreira intestinal e a composição microbiana do intestino, facilitando influxo de metabólitos microbianos do lúmen intestinal a circulação, afetando o metabolismo e as respostas imunes

O receptor de quimiocinas CXCR3 atua como o receptor alvo da gliadina nas células epiteliais do intestino, o CXCR3 interage com a gliadina coincidindo com recrutamento da proteína adaptadora MyD88. Ou seja, a ligação da gliadina ao CXCR3 é crucial para a liberação de zonulina, que degrada zônulas (junções das células do intestino - ZO, Claudina, Ocludina) dependente de MyD88 e subsequente aumento da permeabilidade intestinal para passagem da gliadina e outros antígenos não próprios

Inclusive, em indivíduos geneticamente predispostos, a gliadina pode atrair e estimular outras células que expressam CXCR3, incluindo células T, células T CD3 + CD8 + e células natural killer. Isto é, antes de consumir em demasia achando que tudo isso é bobagem, porquê não fazer um exame pra saber se há algum grau de alergia (HLA-DQ2/HLA-DQ8)? Sabe qual o maior problema de prejudicar sua barreira intestinal e ficar consumindo algo que você nem se quer sabe se é alérgico? DOENÇA AUTOIMUNE. Se você não sabe o que é isso, dou a dica: não queira ter uma. #gluten #glutenfree #medicinapreventiva #boanoite #nutri #nutricionista #nutricaofuncional #nutricaoclinica #dieta #nutri #semgluten #medicina #vidasaudavel #intestino #microbiota #saude #polemica
Read more
Os estudos demonstram o quanto nosso corpo muda/altera, geneticamente falando, com a qualidade ...
Media Removed
Os estudos demonstram o quanto nosso corpo muda/altera, geneticamente falando, com a qualidade da dieta. O polimorfismo do metilfolato é melhorado, na sua metilação, por rotinas alimentares que incluem colina, betaína, B6 e grupos polifenóis. A rotina alimentar da Dieta do Mediterrâneo ... Os estudos demonstram o quanto nosso corpo muda/altera, geneticamente falando, com a qualidade da dieta. O polimorfismo do metilfolato é melhorado, na sua metilação, por rotinas alimentares que incluem colina, betaína, B6 e grupos polifenóis. A rotina alimentar da Dieta do Mediterrâneo é baseada no consumo de frutas, verduras e legumes, cereais, leguminosas (como lentilha, feijão, ervilha e soja), oleaginosas, frango e peixes.

Em termos, o MedDiet é tipificado por uma alta contribuição de ácidos graxos monoinsaturados (MUFA), baixa em ácidos graxos saturados (SFA), carboidratos de carga e índice glicêmicos baixos e uma grande quantidade de fitoquímicos, amplamente caracterizados com efeito anti-inflamatório e propriedades antioxidantes.

Os fitoquímicos são substâncias químicas bioativas em frutas, vegetais, nozes, cereais e outros alimentos, inclusive chás, que podem fornecer saúde além da nutrição básica e reduzir o risco de doenças. Podendo citar:
✔Quercetina (cebola, maçã, pata de vaca)
✔Gingerol (gengibre)
✔Apigenina (própolis, camomila)
✔Crisina (Maracujá)
✔Luteonina (Romã, uva do mato, carqueja)

Os problemas no genótipo TCF7L2 podem estar, também, relacionados diretamente com insuficiência insulínica e glicemia em jejum sempre elevada, levando assim os pacientes a, mesmo com apenas uma sobremesa açucarada uma vez por semana, aumentarem o risco de Diabetes Mellitus tipo 2 consideravelmente. Ou seja, conheça bem seu paciente antes de liberar pra ele uma refeição repleta de açúcares refinados, e, melhor, antes disso; o re-eduque para a exclusão deste tipo de "alimento". O epigenoma é o substrato onde o ambiente pode induzir, a longo prazo, mudanças permanentes. Sempre certifique-se!

Em resumo, sabe-se há muito tempo que a composição da dieta, e quantidade adequada, são pré-requisitos pra uma vida saudável. Assim, o velho ditado que você é o que você come também é simples e devemos começar a considerar também que, além disso, você é o que seus pais comeram. #epigenetica #genetica #nutricao #nutri #nutricionista #nutricaoclinica #nutricaoesportiva #medicinapreventiva #boanoite #goodnight #mediterraneo #meddiet #dietadomediterraneo
Read more
😎 #vamoqvamo #deboa #boanoite
Media Removed
😎 #vamoqvamo #deboa #boanoite 😎 #vamoqvamo #deboa #boanoite
Os componentes do café, o ácido cafeico e a cafeína, têm um efeito positivo na: ►Estimulação da ...
Media Removed
Os componentes do café, o ácido cafeico e a cafeína, têm um efeito positivo na: ►Estimulação da translocação do receptor de glicose; ►Fosforilação e ativação da proteína quinase Ca2+/calmodulina dependente (CaMK); ►Fosforilação e ativação da proteína monofosfato de adenosina ... Os componentes do café, o ácido cafeico e a cafeína, têm um efeito positivo na:
►Estimulação da translocação do receptor de glicose;
►Fosforilação e ativação da proteína quinase Ca2+/calmodulina dependente (CaMK);
►Fosforilação e ativação da proteína monofosfato de adenosina quinase (AMPK);
►Fosforilação e inativação da acetil-CoA carboxilase (ACC) em células musculares.

Cafestol e ácido cafeico tem estimulação positiva da secreção de insulina a partir das células beta, junto ao efeito concomitante do exercício; contração e depressão do glicogênio na fosforilação da AMPK e ativação nas células musculares.

A ingestão estimada segura está entre 3 e 7 mg/kg/dia, sabendo que 1 xícara de 120ml possui aproximadamente 60 a 85mg de cafeína. Ou seja, dependendo do seu peso, em torno de 3 xícaras ao dia (Wood et al., 2014). A cafeína funciona através da inibição da fosfodiesterase e através da estimulação de receptores de adenosina, levando a acumulação de adenosina 3,5-cíclica intracelular monofosfato, que é metabolicamente excitatório para as células (Vaughan et al., 2014). Cafeína produz ergogênica efeitos na dose tão baixa quanto 200-250 mg (2,0-3,5 mg / kg) e pode ser eficaz para esportes que envolvam explosões curtas de atividade, como tênis e esportes de equipe, combate contestando, e esportes de sprint único e múltiplo (Glaister et al., 2008; Spriet, 2014). O efeito ergogênico da cafeína baixa doses parece resultar de alterações no SNC (Spriet, 2014). A ingestão de cafeína pelo menos 7 dias antes dos treinos dará a maior chance de otimizar o efeito ergogênico (Ganio et al., 2009)

Agora lembre-se, a cafeína vista em estudo não é adocicada com açúcares tampouco adoçantes. Então, tenha bom senso! O café é ótimo para diversos fatores na nossa saúde, entretanto, de uma boa qualidade, com ingestão adequada e PURO!!! #bomdia #cafe #cafeina #goodmorning #nutricao #nutri #nutricaoesportiva #pretreino #bodybuildinglifestyle
Read more
A cafeína é um estimulante do SNC (sistema nervoso central) encontrado em muitas plantas, legal ...
Media Removed
A cafeína é um estimulante do SNC (sistema nervoso central) encontrado em muitas plantas, legal e amplamente consumido. A ingestão diária de cafeína na população dos EUA tem sido estimada em 3-7 mg / kg. Como referência, 1 xícara de café, ~ 125ml, contêm ~ 60-85 mg de cafeína (Wood et al.,2014). ... A cafeína é um estimulante do SNC (sistema nervoso central) encontrado em muitas plantas, legal e amplamente consumido. A ingestão diária de cafeína na população dos EUA tem sido estimada em 3-7 mg / kg. Como referência, 1 xícara de café, ~ 125ml, contêm ~ 60-85 mg de cafeína (Wood et al.,2014). Se você tem 70Kg, então para o consumo ótimo seriam necessárias em torno de 3 xícaras por dia aproximadamente.

O consumo de café, mas não de outras bebidas cafeinadas, foi associado com uma taxa mais lenta de declínio cognitivo ao longo de 5 anos em comparação com não usuários da mesma idade ​​(Vercambre et al., 2013). Em um estudo transversal de 86 pacientes em hemodiálise, o consumo de cafeína foi associado a uma menor taxa (25% vs 16%) do comprometimento cognitivo medido a Ferramenta de Avaliação Cognitiva de Montreal. Usuários de cafeína também relataram melhora subjetiva da vigilância e atenção (Nikić et al., 2014)

Doses mais altas de cafeína (> 10 mg/kg/dia) podem levar a taquicardia significativa, hipertensão e arritmia. Assumindo normal quantidade de dose e tempo, não se espera que o uso de cafeína produza eventos adversos. Mas não abuse da frequência de doses, além de usá-la preferencialmente durante o dia.

Em resumo, beber de três a cinco xícaras de café por dia agudamente aumenta o desempenho cognitivo e humor. Os estudos de longo prazo fornecem resultados favoráveis à capacidade do café de prevenir o declínio cognitivo. Mais uma razão para sua xícara de café na manhã! ☕ #cafe #coffee #boatarde #goodafternoon #nutricao #nutricionista #nutri #medicinapreventiva #saude #cafezinho #cafeine
Read more
😴 #boanoite
Media Removed
😴 #boanoite 😴 #boanoite
Durante a absorção dos nutrientes no nosso intestino (POR ISSO O GRAU DE IMPORTÂNCIA DESSE ORGÃO), ...
Media Removed
Durante a absorção dos nutrientes no nosso intestino (POR ISSO O GRAU DE IMPORTÂNCIA DESSE ORGÃO), o principal aminoácido envolvido na modulação do sono, TRIPTOFANO (grão de bico, banana, arroz integral, folhas verdes escuras, sementes), é transportado para o cérebro através do transportador ... Durante a absorção dos nutrientes no nosso intestino (POR ISSO O GRAU DE IMPORTÂNCIA DESSE ORGÃO), o principal aminoácido envolvido na modulação do sono, TRIPTOFANO (grão de bico, banana, arroz integral, folhas verdes escuras, sementes), é transportado para o cérebro através do transportador competitivo com outros aminoácidos (LNAA), hidroxilado a 5HTP (5-hidroxitriptofano) e convertido em SEROTONINA pela enzima AADC (aminoacid-decarboxylase) dependente de B6 (semente de girassol, banana, ervilha, atum, frango, abacate, espinafre, melancia). Posteriormente, a enzima NAT (arilalquilamina-N-acetiltransferase) dependente de ÔMEGA 3 (óleo de peixe e krill, EPA e DHA) converte serotonina em MELATONINA. Na outra via do TRP, TDO é uma enzima que o catalisa à L-kynurenine e, finalmente, a niacina (B3). A vitamina B3 (carnes, frango, peixe, amendoim, vegetais verdes) suprime a atividade do TDO (tryptophan2,3-dioxygenase), deixando assim mais TRP para ser usado na síntese de serotonina.

Prioritariamente, a saúde do seu intestino será crucial para a qualidade final do seu sono. No mais, o efeito da melatonina suplementada é benéfico se o nível de melatonina do indivíduo for baixo, ou seja, suplementar não é sempre necessário, tampouco a solução para os problemas. O uso de B3 reduz a quantidade de TRP convertida em B3, deixando mais TRP disponível para a síntese de serotonina e melatonina. Já a piridoxina (B6) suplementar não exerce influência no sono. O sulfato de magnésio é agonista de GABA. O peptídeo tirosina-tirosina (PYY) é liberado no trato gastrointestinal pós-prandial, atravessa a barreira hematoencefálica e atua no sistema nervoso central, pode ter relação com melatonina.

Um café da manhã com pouca proteína e muito carboidrato induz mais sonolência durante o dia (Boelsma E et al., 2010). Foi visto que, o consumo de cereja produz reduções na insônia e tempo para dormir, aumento no tempo total de sono e redução no despertar a noite. Além de, 2 quiuís, 1 hora antes de dormir melhoram qualidade e tempo total de sono (Garrido M, 2010; Pigeon WR, 2010; Lin HH, 2011).
#boanoite #sono #nutricaoclinica #nutri #medicinapreventiva #sonoreparador #circadian #ritmocircadiano
Read more
<span class="emoji emoji1f480"></span>🤘 #vamoqvamo #tattoo #boanoite
Media Removed
🤘 #vamoqvamo #tattoo #boanoite 💀🤘 #vamoqvamo #tattoo #boanoite
O sono desempenha um papel crítico na função cerebral e fisiologia sistêmica, regulação do apetite ...
Media Removed
O sono desempenha um papel crítico na função cerebral e fisiologia sistêmica, regulação do apetite e no funcionamento dos sistemas imunológico, hormonal e cardiovascular. Quem dita o ritmo do nosso sono reparador é o relógio CIRCADIANO, considerado adequado quando não há sonolência ... O sono desempenha um papel crítico na função cerebral e fisiologia sistêmica, regulação do apetite e no funcionamento dos sistemas imunológico, hormonal e cardiovascular. Quem dita o ritmo do nosso sono reparador é o relógio CIRCADIANO, considerado adequado quando não há sonolência durante o dia ou disfunção. Os estágios são:
►REM (rapid eye movement): etapa 1 e 2 (sono mais leve) e etapa 3 e 4 (sono mais profundo, resparador)
►NREM (non-rapid eye movement): etapa N1 e N2 (sono mais leve) e etapa N3 (sono mais profundo)

Durante o sono NREM, a frequência cardíaca, a pressão arterial, o fluxo sanguíneo para o cérebro e a respiração diminuem. Durante o sono REM, esses processos aumentam em comparação com o sono NREM. O sono REM aumenta à medida que a noite progride.

A interrupção do sono altera a cognição, reatividade emocional, formação de memória, tomada de decisão, comportamento de risco e julgamento. Além do mais, a perca do triptofano (kynurenina), causa deficiência de serotonina, induzindo saciedade e humor prejudicados, ocasionando aumento da ingestão calórica noturna e a cascata dos adipócitos pró-inflamatórios. Esses efeitos da interrupção do sono na regulação noturna da atividade simpática podem oferecer uma conexão entre a perturbação do sono e as doenças cardiovasculares, bem como condições psiquiátricas. Além disso, a interrupção do sono piora os sintomas da doença inflamatória intestinal, da síndrome do intestino irritável e da doença do refluxo gastroesofágico. E, esses mesmos distúrbios também podem contribuir para a interrupção do sono. Essas associações bidirecionais, como ansiedade e depressão, são impulsionadas pela privação do sono.

Insones têm alta atividade de eletroencefalograma, distúrbios hormonais e aumento da atividade do sistema nervoso simpático no dia e noite, diminuição de leptina e aumento de grelina, desregulando o apetite. Alterações nas citocinas pró-inflamatórias (TNFa, IL-1, IL-6 e PCr), podem levar à doenças como obesidade e diabetes, acelerar formação de tumores, transtornos de humor e depressão, estado de saúde mental pobre, solidão, preocupação, ansiedade e depressão. #sono #boanoite #nutricao #nutri
Read more
Consiste na capacidade do organismo em se adaptar às mudanças na demanda metabólica ou energética. ...
Media Removed
Consiste na capacidade do organismo em se adaptar às mudanças na demanda metabólica ou energética. Embora os biomarcadores de doenças sejam normalizados durante os programas de redução de peso, o sistema metabólico é instável e passível de retornar a uma condição de doença, caso o programa ... Consiste na capacidade do organismo em se adaptar às mudanças na demanda metabólica ou energética. Embora os biomarcadores de doenças sejam normalizados durante os programas de redução de peso, o sistema metabólico é instável e passível de retornar a uma condição de doença, caso o programa não seja suportável. Por isso a importância do acompanhamento cíclico profissional. Digamos que isso é a ciência explicando o efeito sanfona que muitas pessoas chegam a ter por falta de acompanhamento ou protocolos mal calculados.

Na figura, uma dieta com muita gordura é bem regulada após dois meses, mas fatores negativos são observados com 4 meses, sugerindo que a homeostase sobrecarrega e condições patológicas podem aparecer. A explicação para isso está nas mitocondriais, evitar a "mitofagia"! Acumulação de mitocôndrias disfuncionais e aumento do estresse oxidativo, explicam a inflexibilidade metabólica. Podendo ser modulada por influência de Sirt1 e 3, PPARα (fígado, rim, coração, músculo, tecido adiposo, etc), δ (cérebro, tecido adiposo e na pele) e PGC-1α.

O uso de ω-3 influencia em Nrf1, AMPKα, SIRT e PGC-1α, chá-verde nas mitocôndrias musculares, as fibras agem fermentando colônias e modulando a microbiota intestinal, concomitante aos probióticos, curcumina, berberina, extratos de congumelos (reish, chaga, lions, mane, cordyceps), proantocianidinas (cacau, cereja), resveratrol (uva), rhodiola, canela e etc, modulam a inflexibilidade metabólica.

Atividade física e jejum, também ajudam a regular este processo, uma vez que o musculo esquelético e o tecido adiposos exercem influência conflitante na inflexibilidade metabólica. Por exemplo, indivíduos treinados detém melhor; oxidação de ácidos graxos e glicose, além de melhor reposição de glicogênio muscular observados após um clamp hiperinsulinêmico. #nutri #boanoite #inflexibilidademetabolica #nutricionista #nutricaoclinica #medicinapreventiva #vidasaudavel #emagrecimento #obesidade #nutricao #nutricaoesportiva
Read more
O intestino faz parte do sistema nervoso entérico, contendo entre 200 e 600 milhões de neurônios. ...
Media Removed
O intestino faz parte do sistema nervoso entérico, contendo entre 200 e 600 milhões de neurônios. O eixo gut-brain, conectado através do nervo vago às células enteroendócrinas, representa o maior órgão endócrino no corpo, por comunicação bidirecional entre TGI e SNC, através da serotonina, ... O intestino faz parte do sistema nervoso entérico, contendo entre 200 e 600 milhões de neurônios. O eixo gut-brain, conectado através do nervo vago às células enteroendócrinas, representa o maior órgão endócrino no corpo, por comunicação bidirecional entre TGI e SNC, através da serotonina, do GABA, e da produção direta e indireta de metabólitos microbianos e neurometabólitos (AGCCs, vitaminas e neurotransmissores). Desempenha papel importante na homeostase entre os nervos neurais, a sinalização hormonal e sistema imune.

A dieta e a microbiota modulam ativação de receptores sensoriais no intestino e estimulam a regulação positiva/negativa da liberação hormonal que pode induzir uma série de alterações. É bastante importante a manutenção da diversidade equilibrada da microbiota intestinal (simbiose) para evitar disbiose, crescimento excessivo de organismos potencialmente patológicos.

A dieta mediterrânica é caracterizada por uma abundância de frutas, vegetais, grãos, proteínas magras e gorduras mono ou poli-insaturadas. Por isso, é considerado como o padrão ouro para uma ótima saúde, pois aumenta Bacteroidetes e Clostridium, e diminui Proteobacteria e Bacillaceae.

A dieta vegetariana/vegana diminui contagens microbianas de B. fragilis em comparação com uma dieta onívora, com maior proporção de Prevotella, B. thetaiotaomicron, C. clostridioforme, F. prausnitzii, mas menor de C. cluster.

Dietas ricas em fibras aumentam Actinobacteria, Blautia e Bacteroidetes, melhorando a biodiversidade intestinal. A administração de prebióticos (GOS) eleva Bifidobacteria e reduz Bacteroides spp. e Clostridium.

Dietas hiperproteicas são associadas com abundância de microrganismos tolerantes a bile (Alistipes, Bilophila e Bacteroides) e diminuição nos níveis de Firmicutes que metabolizam polissacarídeos vegetais (Roseburia, E. rectale e R. bromii), modulação essa, influenciada também pela atividade física. #boanoite #dieta #medicinapreventiva #nutri #nutricaoclinica #nutricionista #intestino #microbiotaintestinal #microbiota #vidasaudavel #nutricaoesportiva #gut #microbioma
Read more
Só vem! <span class="emoji emoji1f4aa"></span> #boanoite #bodybuildinglifestyle #goodnight
Media Removed
Só vem! #boanoite #bodybuildinglifestyle #goodnight Só vem! 💪 #boanoite #bodybuildinglifestyle #goodnight
As interações do microbioma-estrogênio-intestino exibem implicações fisiológicas e clínicas. ...
Media Removed
As interações do microbioma-estrogênio-intestino exibem implicações fisiológicas e clínicas. A disbiose, alteração negativa da flora intestinal, afeta o estrobolome, que pode levar a uma gama de doenças, reduzindo a atividade da β-glicuronidase e resultando em alteração da desconjugação ... As interações do microbioma-estrogênio-intestino exibem implicações fisiológicas e clínicas. A disbiose, alteração negativa da flora intestinal, afeta o estrobolome, que pode levar a uma gama de doenças, reduzindo a atividade da β-glicuronidase e resultando em alteração da desconjugação de estrogênio e fitoestrógeno em suas formas circulantes e ativas.

A redução na diversidade da microbiota intestinal leva a diminuição do metabolismo do estrogênio por falta de bactérias metabolizadoras, bem como a redução da cadeia curta de ácidos graxos. Levando a diminuição no estrogênio circulante que pode influenciar doenças relacionadas ao HIPOESTRÓGENO: obesidade, síndrome metabólica, DCV e declínio cognitivo. Já as patologias HIPERESTROGÊNICAS podem ser pelo estrobolome, só que através do aumento da abundância de bactérias produtoras de β-glucuronidase, o que eleva o estrogênio circulante e conduz doenças como a endometriose e câncer.

As toxinas e hormônios como o estrogênio são reabsorvidos no corpo. Isso permite que os estrógenos e fitoestrógenos metabolizados cheguem na corrente sanguínea, indo até a mucosa através da circulação para agir sobre os receptores de estrogênio no epitélio vaginal. Induzindo mudanças fisiológicas através do gene, efeitos epigenéticos e desencadeamento de cascatas de sinalização.

Ou seja, a microbiota intestinal pode “desligar” estrogênios através da secreção bacteriana da β-glucuronidase, permitindo-lhes se ligar aos receptores de estrogênio, aumentando a ativação do mesmo receptor para promover proliferação celular, bem definido no CÂNCER DE MAMA. Além do mais, a própria obesidade na mulher já afeta outros estados de doença, incluindo polycystic ovary syndrome (PCOS), endometrial hyperplasia (EH) e a fertilidade. Então, avaliem bem o uso de possíveis probioticos e/ou o não consumo rotineiro de lixos com cara de alimentos! 🙊
#nutricaoclinica #nutricionista #nutri #boanoite #mulher #saudefeminina #estrogenio #hormonio #problemahormonal #microbiota #intestino #saudeintestinal #medicinapreventiva #vidasaudavel #comidasaudavel #comidadeverdade
Read more
Dias após dia! <span class="emoji emoji1f4aa"></span>🤓 #vamoqvamo #boanoite #bodybuildinglifestyle #goodnight
Media Removed
Dias após dia! 🤓 #vamoqvamo #boanoite #bodybuildinglifestyle #goodnight Dias após dia! 💪🤓 #vamoqvamo #boanoite #bodybuildinglifestyle #goodnight
A Doença Hepática Gordurosa Não-acoólica (NAFLD) e Esteatose Hepática Não-acoólica (NASH), ...
Media Removed
A Doença Hepática Gordurosa Não-acoólica (NAFLD) e Esteatose Hepática Não-acoólica (NASH), são induzidas por ingestão de: Gorduras trans (biscoito, sorvete, margarina, sanduíche, pizza) Frutose em excesso (comidas e bebidas processadas, molhos e coberturas, frutas secas, ... A Doença Hepática Gordurosa Não-acoólica (NAFLD) e Esteatose Hepática Não-acoólica (NASH), são induzidas por ingestão de:
⚠Gorduras trans (biscoito, sorvete, margarina, sanduíche, pizza)
⚠Frutose em excesso (comidas e bebidas processadas, molhos e coberturas, frutas secas, mel, além de alto consumo de suco de frutas)
⚠Sobrecarga de triglicérides (alto consumo de açúcares e farináceos)
⚠Influência dos TLR’s
⚠Polimorfismos da fosfolipase-3-tipo-patatina (PNPLA3)

O desequilíbrio na microbiota (INTESTINO IMPORTANTE EM TUDO) diminui o fator adipócito induzido por jejum (Fiaf), inibidor da lipoproteína lipase (LPL), regulador do armazenamento de gordura. O TLR4 é o receptor para o substrato das bactérias maléficas (LPS). TLR5 reconhece a flagelina bacteriana invasora, recruta MyD88 (molécula chave no desenvolvimento da síndrome metabólica e NAFLD), ativando IκB, NFkB e produzindo TNFα. TLR9 se liga ao DNA bacteriano desenvolvendo fibrogênse. As adipocinas, IL-6 e TNF-α, induzem acúmulo de gordura nos hepatócitos e inflamação hepática. A ativação do M1 é via TLR e do M2 via IL4 e IL1. PPARγ e o PPARδ controlam aspectos da ativação de M2 e do metabolismo oxidativo.

Células de Kupffer, fagocitam substâncias estranhas nos hepatócitos, respondem aos TLR. Concomitantemente, MyD88 é recrutada e ativa NFκB e JNK, junto a produção de citocinas inflamatórias como TNFα, IL1β e MCP1, induzindo acúmulo de lipídios nos hepatócitos e fibrose hepática, contribuindo para o desenvolvimento da NAFLD.

Os carotenóides inibem lipogênese, inflamação e ativam HSC. Além de propriedades antioxidantes, regulando macrófagos (M1/M2) e contribuição na homeostase hepática. A astaxantina (animais marinhos), um poderoso antioxidante, até 500x mais que a vitamina E, previne peroxidação lipídica. O licopeno e o β-caroteno (frutas e vegetais vermelhos, verde-escuro e laranjas), tem efeito protetor na NAFLD, fibrose e cirrose. A lovastatina (cogumelos e chá pu-erh), inibe 3-hidroxi-3-metilglutaril-coenzima A (HMG-CoA) redutase, reduzindo a síntese de colesterol. #boanoite #figadogorduroso #gorduranofigado #medicinapreventiva #vidasaudavel #saude #nutri #nutricao #nutricaoeficiente #nutricaofuncional
Read more
A droga anti-obesogênica ORLISTAST inibe a lipase pancreática (PL), cujo função é quebrar lipídios ...
Media Removed
A droga anti-obesogênica ORLISTAST inibe a lipase pancreática (PL), cujo função é quebrar lipídios em substâncias simples (ácido graxo + glicerol). Os efeitos colaterais são; cólicas abdominais, aumento dos gases, aumento do número de evacuações diárias e incontinência fecal A ... A droga anti-obesogênica ORLISTAST inibe a lipase pancreática (PL), cujo função é quebrar lipídios em substâncias simples (ácido graxo + glicerol). Os efeitos colaterais são; cólicas abdominais, aumento dos gases, aumento do número de evacuações diárias e incontinência fecal

A METFORMINA, inibe o cotransportador 2 de glicose sódica (SGLT2) e análogos do receptor de GLP-1 (GLP1RA), pode induzir perca de peso. Entretanto, afeta os níveis de leptina, associados com a gravidade da lesão aterosclerótica coronariana, além de predizer a espessura íntima-média da carótida comum e a instabilidade da placa carotídea, pode também induzir lipogênese e piora da massa muscular esquelética.
Vários compostos de plantas também inibem PL. Prunella Vulgaris em 75%, contra 94% de ORLISTAST, quercetina (maçã, cebola) em 27%, luteolina (brócolis, aipo) em 17%. Erva-mate (Ilex paraguariensis),Semente de Uva (V. vinifera), Sumagre (R. coriaria) e Origanum (O. dayi) também são inibidores naturais e tratam a obesidade. De fato, o efeito de algumas plantas/ervas é comparável ao ORLISTAST. Além do mais, podendo ser consumidas de forma livre e segura na dieta diária, como suplementos naturais para tratar ou prevenir a obesidade e controlar o ganho de peso e hiperlipidemia.

Uma fórmula de ervas (AMC) foi desenvolvida com Rhizoma Anemarrhenae, Melão de São Caetano, Coptis chinensis, Aloe vera e Red Yeast Rice, em um estudo com 450 pacientes diabéticos tipo 2 e hiperlipidêmicos, que foram randomizados com a fórmula e a metformina. 100 pacientes foram selecionados aleatoriamente e avaliados, inclusive, sua microbiota intestinal. Resultados de glicose em jejum, HOMA-IR, HOMA-b, colesterol, triglicerídeos e LDL, com moderadas significâncias. Entretanto, um efeito modulador significativamente negativo maior na microbiota intestinal foi observado no uso da metformina, o que não previne o ganho de peso pós-tratamento e dá pior condição de saúde aos indivíduos.

Então, não esperem milagres dessas drogas, tampouco saúde!
#boanoite #metformina #metformin #obesidade #medicamentos #medicinapreventiva #nutricaoclinica #nutri #nutricionista #nutricao #diabetes #diabetestipo2 #medicinaintegrativa
Read more
A incidência de obesidade mais do que duplicou desde 1980, e agora atingiu o status epidêmico mundial. Em ...
Media Removed
A incidência de obesidade mais do que duplicou desde 1980, e agora atingiu o status epidêmico mundial. Em 2014, a OMS estimou o excesso de peso para mais de 1,9 bilhões de pessoas, cerca de 39% da população mundial. A humanidade cultua com a preguiça e o resultado em curtissímo prazo. Com ... A incidência de obesidade mais do que duplicou desde 1980, e agora atingiu o status epidêmico mundial. Em 2014, a OMS estimou o excesso de peso para mais de 1,9 bilhões de pessoas, cerca de 39% da população mundial.

A humanidade cultua com a preguiça e o resultado em curtissímo prazo. Com isso, a demanda via "remédios" milagrosos aumentou e fármacos com atividades devastadores ao sistema nervoso são utilizados sem prescendência. Neste estudo, cinco produtos foram revisados:
☢Lorcaserina: agonista seletiva no receptor 5-HT2c (um dos receptores de serotonina e relacionado com apetite)
☢Bupropiona com Naltrexone (NB): estimulador de neurônios hipotalâmicos com atividade agonista em receptores de acetilcolina
☢Fentermina-topiramato (PT): estimulador de neurônios no hipotalámo com bloqueio de feedback auto-inibitório
☢Rimonabanto: agonista inverso dos recepetores canabinóide tipo 1 (CB1 - modulador de neurotransmissores)
☢Sibutramina: ativação de neurônios hipotalâmicos e inibição de neurônios orexígenos (relacionados com apetite)

Em pesquisa sob produtos aprovados entre 1995 a 2016, 16 ensaios foram avaliados, sendo: 3 de lorcaserina, 4 de NB, 3 de PT, 4 de rimonabanto e 2 de sibutramina, com total de 24.555 participantes entre 18 e 70 anos e IMC de 27 a 45 kg/m2

Em resumo, os resultados de perca de peso foram de aproximadamente 5%. Entretanto, foram considerados dois grandes grupos de efeitos com maiores significâncias:
👉Eventos adversos do sistema nervoso (n=22.699); incluindo insônia, dor de cabeça e tontura (RR 1.91; 1,52-2,40; P<0,00001)
👉Eventos adversos gastrointestinais (n=16.656); incluindo náusea, vômitos, diarréia e constipação (RR 3.75; 1.72-8.15; P=0.0009)

Se você está acima do peso, já sabe que não existe fórmula mágica. Quando se deparar a esses nomes fique bem atento no que pode acontecer ao brincar com essas drogas. Talvez, esse não seja o caminho a seguir, pode ter um mais longo, porém, mais saudável e duradouro nos resultados. Do que adianta perder peso e saúde!? #vaientender #medicamentos #medicina #medicinapreventiva #nutricaoclinica #nutri #boanoite #goodnight #nutricaoesportiva #obesity #obesidade #obeso #sibutramina #saude
Read more
O risco real de fatores para doenças cardíacas e diabetes, nestes óleos, está diretamente relacionado ...
Media Removed
O risco real de fatores para doenças cardíacas e diabetes, nestes óleos, está diretamente relacionado à indução negativa no metabolismo da vitamina K2. Além disso, estes óleos possuem capacidade INFLAMATÓRIA e induzem a formação de adipócitos maduros, acelerando a síntese de gordura, ... O risco real de fatores para doenças cardíacas e diabetes, nestes óleos, está diretamente relacionado à indução negativa no metabolismo da vitamina K2. Além disso, estes óleos possuem capacidade INFLAMATÓRIA e induzem a formação de adipócitos maduros, acelerando a síntese de gordura, problemas na leptina e todos os problemas já conhecidos na síndrome metabólica/obesidade como o recrutamento de macrófagos e produção de citocinas inflamatórias; IL-6, TNFα e LTB4.

K1 é uma molécula (filoquinona) e K2 é um grupo de moléculas (menaquinonas), responsável pela ativação do inibidor de calcificação de tecidos moles MGP e influente no metabolismo do ácido gama carboxiglutâmico (Gla), aminoácido presente nos fatores de coagulação.

A população está sofrendo com deficiência de vitamina K2 possivelmente por ingestão de inibidores da mesma. Como a di-hidro-vitamina K1, obtida a partir do consumo de óleos hidrogenados, gorduras trans e óleo de canola prejudiciais a nossa saúde.

As melhores fontes são:
►Espinafre cozido: 541mcg
►Couve: 440mcg
►Chá verde fervido: 433mcg
►Chá preto fervido: 262mcg
►Repolho: 145mcg

A biossíntese de testosterona é controlada por Ocn (c-Ocn, uc-Ocn) levando a regulação positiva de genes. Testosterona e diidrotestosterona estimulam espermatogênese e suprimem apoptose em espermatócitos adjacentes. Além do óleo de canola e óleo de soja hidrogenado, as estatinas e a varfarina também inibem o processo dependente de K2, causando diminuição na produção de testosterona e demais problemas. Finalizando, estes óleos podem ser os MAIS FORTES DESREGULADORES endócrinos no ambiente de hoje. #boanoite #oleodecanola #canola #vitaminak #vitaminak2 #goodnight #dcv #nutricaoclinica #nutri #nutricionista #medicinapreventiva #medicina #nutricao #vidasaudavel
Read more
Inicialmente, partindo do conceito de inflamação, existem vários fatores que levam a uma lesão ...
Media Removed
Inicialmente, partindo do conceito de inflamação, existem vários fatores que levam a uma lesão tecidual, podendo ser; físico (lesão física), químico (substâncias), biológico (neurotransmissor) e radioativo (radiação) Após ser lesionada, a célula libera fosfolipídeos de membrana ... Inicialmente, partindo do conceito de inflamação, existem vários fatores que levam a uma lesão tecidual, podendo ser; físico (lesão física), químico (substâncias), biológico (neurotransmissor) e radioativo (radiação)

Após ser lesionada, a célula libera fosfolipídeos de membrana e através da fosfolipase A2 (PLA2), catalisa a hidrolise do 2º ácido graxo do fosfolipídeo liberado, desencadeando a liberação de ácido araquidônico (ômega-6) que inicia a sua cascata de enzimas e mediadores inflamatórios, principalmente: 👉COX (ciclo-oxigenases): prostaglandinas e tromboxanos
👉LOX (lipo-oxigenases): leucotrienos e lipoxinas
👉TNF-α (tumor necrosis factor-α) e IL-1 (interleucina-1): citocinas
👉iNOS (inducible nitric oxide synthase): óxido nítrico (NO)

O chá é uma das bebidas mais populares no mundo, alguns rico em flavonóides, que por sua vez exercem atividades de inibição enzimática ou de transcrição nos processos inflamatórios. Porém, estes são os principais exemplos de possíveis efeitos terapêuticos, flavonóides e suas ervas
☡INIBIÇÃO DE PLA2:
Quercetina (espinheira santa, pata-de-vaca, alcachofra, camomila, boldo, erva-mate), kaempferol (boldo, espinheira santa, carqueja, erva-mate), miricetina (chá verde), hesperetina (alcachofra) e naringenina (tomilho, casca de frutas cítricas).
☡INIBIÇÃO DE COX:
Crisina (maracujá), apigenina (camomila, carqueja), luteolina (uva do mato, romã, carqueja), morina (macela), rutina (alcachofra, pata-de-vaca, carqueja, chá preto) e galangina (galangal, macela, própolis)
☡INIBIÇÃO DE LOX:
Morina (macela) e miricetina (chá verde).
☡INIBIÇÃO DE TNF-α e IL-1:
Genisteína (folha-de-amora), quercetina (espinheira santa, pata-de-vaca, alcachofra, camomila, boldo, erva-mate), luteolina (uva do mato, romã, carqueja) e apigenina (camomila, alcachofra)
☡DIMINUIÇÃO DE NO E iNOS:
Apigenina (alcachofra, camomila), luteolina (uva do mato, romã, carqueja), crisina (maracujá) e miricetina (chá verde)

Coloque chás na sua rotina diária e, garanto, seu corpo vai agradecer os inúmeros efeitos positivos.. 😉 #boanoite #chá #fitoterapicos #fitoterapia #inflamacao #fisiologia #NUTRICAO #NUTRICIONISTA
Read more
<span class="emoji emoji1f4aa"></span>🤓 #boanoite #bodybuildinglifestyle
Media Removed
🤓 #boanoite #bodybuildinglifestyle 💪🤓 #boanoite #bodybuildinglifestyle
A obesidade está associada a inflamação crônica, liberação de macrófagos atraídos por MCP1, ativação ...
Media Removed
A obesidade está associada a inflamação crônica, liberação de macrófagos atraídos por MCP1, ativação de IL-6, IL-1, CRP, TNF-a, NFkB, diminuição de IRS-1/2, PI3K, Akt e aumento de apoptose das células B-pancreáticas por aumento de JNK, levando a resistência insulínica. RESUMINDO: ... A obesidade está associada a inflamação crônica, liberação de macrófagos atraídos por MCP1, ativação de IL-6, IL-1, CRP, TNF-a, NFkB, diminuição de IRS-1/2, PI3K, Akt e aumento de apoptose das células B-pancreáticas por aumento de JNK, levando a resistência insulínica. RESUMINDO: Obesidade leva ao diabetes!

Alguns fitoquimicos envolvidos no tratamento desses distúrbios são:
a) O celastrol (Planta Trovão de Deus) reduz o peso corporal inibindo tensão do retículo endoplasmático no hipotálamo, aumentando a sensibilidade à leptina e suprimindo o apetite. A efedrina (Efedra) reduz apetite por ativação de receptores adrenérgicos no hipotálamo.
b) Polifenóis vegetais (frutas, legumes e ervas) inibem a atividade da lipase pancreática no duodeno e impedem a liberação de ácidos graxos de triglicerídeos dietéticos.
c) EGCG (Chá-verde), resveratrol (Uva vermelha) e genisteína (Soja) inibem a acumulação de lípidos induzindo apoptose em adipócitos. Além disso, honokiol (Magnólia) e curcumina (Açafrão) ativam PPARγ, levando a secreção de adiponectina, melhorando a sensibilidade a insulina.
d) Capsaicina (Pimenta chili) e o EGCG (Chá-verde) ativam o TRP no cérebro, induzindo a liberação de noradrenalina por nervos simpáticos, ativando proteínas desacopladoras nas mitocôndrias do tecido adiposo marrom, produzindo calor em vez de ATP.
e) Apigenina (Camomila), quercetina (Cebola, Maçã) e luteolina (Aipo, Salsa) têm efeitos antioxidantes que protegem as células β pancreáticas dos ROS e NF-κB, ajudando a manter a secreção de insulina em resposta à glicose ingestão. Além disso, a berberina (Hidraste) induz a proliferação de células β, melhorando o diabetes.
f) Berberina (Hidraste) e genisteína (Soja) ativam a proteína quinase ativada por AMPK no fígado e outros tecidos, reduzindo armazenamento de energia por inibição de vias anabólicas, além de induzir catabolismo e produção de ATP. A lovastatina (Cogumelos, Chá Pu-erh), inibe HMG-CoA e reduz assim a síntese de colesterol no fígado.
#nutricao #nutri #nutricionista #nutricaoclinica #boanoite #goodnight #nutricaoesportiva #saude #antiobesidade #obesidade #plantas #fito #fitoterapia #fitoterapicos #medicinapreventiva #vidasaudavel
Read more
Já não é novidade que os embutidos, enlatados, processados e ultra processados de carne vermelha ...
Media Removed
Já não é novidade que os embutidos, enlatados, processados e ultra processados de carne vermelha são causadores de alguns tipos de cânceres. A carne processada contém altos níveis de aminas, nitratos e nitritos, são comumente adicionados para realce da cor e sabor. Todos são precursores ... Já não é novidade que os embutidos, enlatados, processados e ultra processados de carne vermelha são causadores de alguns tipos de cânceres. A carne processada contém altos níveis de aminas, nitratos e nitritos, são comumente adicionados para realce da cor e sabor. Todos são precursores do composto cancerígeno N-nitroso. O adicionado nitrato junto com o ferro heme presente na carne vermelha aumenta a formação de compostos endógenos N-nitroso (INOUE-CHOI M et al.,2016)

Para o estudo de coorte, foi recrutado no Reino Unido (BioBank) 273.466 mulheres com idades entre 40 e 69 anos a partir da população em geral de 2007 a 2010. Excluindo mulheres com histórico de câncer de mama em linha de base.

Para a meta análise, um total de 208 publicações foram identificadas por pesquisa de bancos de dados PubMed e Ovid, respectivamente, onde, após os critérios de exclusão, resultaram em 10 estudos de coorte elegíveis para a meta análise, no total de 35.438 casos incidentes ocorridos em 1.386.799 mulheres.

No total, combinando com Biobank, 11 estudos com dados sobre 40.257 cânceres incidentes em 1.648.994 mulheres:

Para o estudo de coorte BioBank:
Nas mulheres em pré-menopausa, o aumento do risco de câncer de mama atingiu significância estatística no consumo maior que 9g ao dia, lembrando que uma salsicha pesa em torno de 30g (HR:1,32 IC 95% p=0,032). Em pós-menopausa, o risco de câncer de mama foi significativamente relevante a partir de 4g ao dia (<4g/dia HR:1,16 IC 95% p=0,016; 4 a 9g/dia HR:1,20 IC 95% p=0,006; >9g/dia HR:1,20 IC 95% p=0,008)

Confirmando a meta análise envolvida:
Os 10 estudos produziram um risco relativo agrupado (RR) para o câncer de mama, no geral, de 1,03 (IC 95%).
#boanoite #noiteboa
#cancerdemama #prevencao #medicina
#medicinapreventiva #nutricaoclinica #nutricionista #nutricao #nutricaoesportiva #vidasaudavel #nutri #carnevermelha #vegan #veganismo #goodnight #vidasaudavel
Read more
Nossos ancestrais, os quais herdamos seu genoma, não comiam de 3 em 3 horas e nem faziam “lanchinhos”, ...
Media Removed
Nossos ancestrais, os quais herdamos seu genoma, não comiam de 3 em 3 horas e nem faziam “lanchinhos”, mas sim refeições grandes, pesadas, com o pedaço de carne mais gorduroso possível e com períodos de jejum. A partir disso vem sendo realizados estudos e testes acerca do uso de jejum intermitente ... Nossos ancestrais, os quais herdamos seu genoma, não comiam de 3 em 3 horas e nem faziam “lanchinhos”, mas sim refeições grandes, pesadas, com o pedaço de carne mais gorduroso possível e com períodos de jejum. A partir disso vem sendo realizados estudos e testes acerca do uso de jejum intermitente (intermittent fasting - IF), associando-o à efeitos benéficos para a saúde, sendo os principais:
👉Melhora no metabolismo da glicose
👉Redução da inflamação
👉Redução da pressão arterial

Na figura do post, o indivíduo A pratica uma dieta com 3 grandes refeições e lanches, B jejum de 24hs e C, cujo tem mais eficiência nos corpos cetônicos ativos a partir do tecido de reserva, consome todos os alimentos dentro de uma janela de tempo de 6 horas todos os dias. Sendo 00hs até 12hs em jejum absoluto e quebrando o jejum, exemplificando o gráfico, as 13hs, seguindo a janela metabólica proposta de 6 horas, se alimenta também as 16hs e 18hs, por exemplo. Assim, o interruptor metabólico é ativado após 12 horas de jejum e permanece ligado por aproximadamente 6 horas por dia (MATTSON et al., 2016)

Os períodos em jejum juntamente com a qualidade dos alimentos na hora de se alimentar devem ser respeitados para colher os benefícios. Chás e/ou café (SEM AÇÚCAR CLARO) podem e devem ser adotados.

No assunto epigenético da coisa, modelos de ativação e inativação de genes (ON/OFF) são recrutados quando o indivíduo pratica jejum intermitente, silenciando diversos genes e ativando outros. Como o PGC-1α que vai exercer função no metabolismo oxidativo, gliconeogênese hepática e na biogênese mitocondrial no musculo esquelético protegendo contra atrofia muscular (SANDRI et al., 2006). Há modulação concomitante de Sirt1, importante no retardo do desenvolvimento de doenças associadas à idade, com várias outras moléculas como AMPK, mTORC1, FoxO, Akt, MuRF1 e Atrogin-1 (COFFEY e HAWLEY, 2007; BALDWIN e HADDAD, 2010)

Gostou? Acha que é interessante ao seu estilo de vida e objetivo aplicar jejum intermitente? Procure um profissional para calcular um método específico, particular e individual para você! 💪 #boanoite #jejum #jejumintermitente #NUTRICAOESPORTIVA #NUTRICAO #NUTRICIONISTA #medicina
Read more
O intestino faz parte do sistema nervoso entérico, contendo entre 200 e 600 milhões de neurônios. ...
Media Removed
O intestino faz parte do sistema nervoso entérico, contendo entre 200 e 600 milhões de neurônios. O eixo gut-brain, conectado através do nervo vago às células enteroendócrinas, representa o maior órgão endócrino no corpo, por comunicação bidirecional entre TGI e SNC, através da serotonina, ... O intestino faz parte do sistema nervoso entérico, contendo entre 200 e 600 milhões de neurônios. O eixo gut-brain, conectado através do nervo vago às células enteroendócrinas, representa o maior órgão endócrino no corpo, por comunicação bidirecional entre TGI e SNC, através da serotonina, do GABA, e da produção direta e indireta de metabólitos microbianos e neurometabólitos (AGCCs, vitaminas e neurotransmissores). Desempenha papel importante na homeostase entre os nervos neurais, a sinalização hormonal e sistema imune.

A dieta e a microbiota modulam ativação de receptores sensoriais no intestino e estimulam a regulação positiva/negativa da liberação hormonal que pode induzir uma série de alterações. É bastante importante a manutenção da diversidade equilibrada da microbiota intestinal (simbiose) para evitar disbiose, crescimento excessivo de organismos potencialmente patológicos.

A dieta mediterrânica é caracterizada por uma abundância de frutas, vegetais, grãos, proteínas magras e gorduras mono ou poli-insaturadas. Por isso, é considerado como o padrão ouro para uma ótima saúde, pois aumenta Bacteroidetes e Clostridium, e diminui Proteobacteria e Bacillaceae.

A dieta vegetariana/vegana diminui contagens microbianas de B. fragilis em comparação com uma dieta onívora, com maior proporção de Prevotella, B. thetaiotaomicron, C. clostridioforme, F. prausnitzii, mas menor de C. cluster.

Dietas ricas em fibras aumentam Actinobacteria, Blautia e Bacteroidetes, melhorando a biodiversidade intestinal. A administração de prebióticos (GOS) eleva Bifidobacteria e reduz Bacteroides spp. e Clostridium.

Dietas hiperproteicas são associadas com abundância de microrganismos tolerantes a bile (Alistipes, Bilophila e Bacteroides) e diminuição nos níveis de Firmicutes que metabolizam polissacarídeos vegetais (Roseburia, E. rectale e R. bromii), modulação essa, influenciada também pela atividade física. #boanoite #dieta #medicinapreventiva #nutri #nutricaoclinica #nutricionista #intestino #microbiotaintestinal #microbiota #vidasaudavel #nutricaoesportiva #gut #microbioma
Read more
Consiste na capacidade do organismo em se adaptar às mudanças na demanda metabólica ou energética. ...
Media Removed
Consiste na capacidade do organismo em se adaptar às mudanças na demanda metabólica ou energética. Embora os biomarcadores de doenças sejam normalizados durante os programas de redução de peso, o sistema metabólico é instável e passível de retornar a uma condição de doença, caso o programa ... Consiste na capacidade do organismo em se adaptar às mudanças na demanda metabólica ou energética. Embora os biomarcadores de doenças sejam normalizados durante os programas de redução de peso, o sistema metabólico é instável e passível de retornar a uma condição de doença, caso o programa não seja suportável. Por isso a importância do acompanhamento cíclico profissional. Digamos que isso é a ciência explicando o efeito sanfona que muitas pessoas chegam a ter por falta de acompanhamento ou protocolos mal calculados.

Na figura, uma dieta com muita gordura é bem regulada após dois meses, mas fatores negativos são observados com 4 meses, sugerindo que a homeostase sobrecarrega e condições patológicas podem aparecer. A explicação para isso está nas mitocondriais, evitar a "mitofagia"! Acumulação de mitocôndrias disfuncionais e aumento do estresse oxidativo, explicam a inflexibilidade metabólica. Podendo ser modulada por influência de Sirt1 e 3, PPARα (fígado, rim, coração, músculo, tecido adiposo, etc), δ (cérebro, tecido adiposo e na pele) e PGC-1α.

O uso de ω-3 influencia em Nrf1, AMPKα, SIRT e PGC-1α, chá-verde nas mitocôndrias musculares, as fibras agem fermentando colônias e modulando a microbiota intestinal, concomitante aos probióticos, curcumina, berberina, extratos de congumelos (reish, chaga, lions, mane, cordyceps), proantocianidinas (cacau, cereja), resveratrol (uva), rhodiola, canela e etc, modulam a inflexibilidade metabólica.

Atividade física e jejum, também ajudam a regular este processo, uma vez que o musculo esquelético e o tecido adiposos exercem influência conflitante na inflexibilidade metabólica. Por exemplo, indivíduos treinados detém melhor; oxidação de ácidos graxos e glicose, além de melhor reposição de glicogênio muscular observados após um clamp hiperinsulinêmico. #nutri #boanoite #inflexibilidademetabolica #nutricionista #nutricaoclinica #medicinapreventiva #vidasaudavel #emagrecimento #obesidade #nutricao #nutricaoesportiva
Read more
<span class="emoji emoji1f648"></span> #boanoite #allblack #goodnight
Media Removed
#boanoite #allblack #goodnight 🙈 #boanoite #allblack #goodnight
As interações do microbioma-estrogênio-intestino exibem implicações fisiológicas e clínicas. ...
Media Removed
As interações do microbioma-estrogênio-intestino exibem implicações fisiológicas e clínicas. A disbiose, alteração negativa da flora intestinal, afeta o estrobolome, que pode levar a uma gama de doenças, reduzindo a atividade da β-glicuronidase e resultando em alteração da desconjugação ... As interações do microbioma-estrogênio-intestino exibem implicações fisiológicas e clínicas. A disbiose, alteração negativa da flora intestinal, afeta o estrobolome, que pode levar a uma gama de doenças, reduzindo a atividade da β-glicuronidase e resultando em alteração da desconjugação de estrogênio e fitoestrógeno em suas formas circulantes e ativas.

A redução na diversidade da microbiota intestinal leva a diminuição do metabolismo do estrogênio por falta de bactérias metabolizadoras, bem como a redução da cadeia curta de ácidos graxos. Levando a diminuição no estrogênio circulante que pode influenciar doenças relacionadas ao HIPOESTRÓGENO: obesidade, síndrome metabólica, DCV e declínio cognitivo. Já as patologias HIPERESTROGÊNICAS podem ser pelo estrobolome, só que através do aumento da abundância de bactérias produtoras de β-glucuronidase, o que eleva o estrogênio circulante e conduz doenças como a endometriose e câncer.

As toxinas e hormônios como o estrogênio são reabsorvidos no corpo. Isso permite que os estrógenos e fitoestrógenos metabolizados cheguem na corrente sanguínea, indo até a mucosa através da circulação para agir sobre os receptores de estrogênio no epitélio vaginal. Induzindo mudanças fisiológicas através do gene, efeitos epigenéticos e desencadeamento de cascatas de sinalização.

Ou seja, a microbiota intestinal pode “desligar” estrogênios através da secreção bacteriana da β-glucuronidase, permitindo-lhes se ligar aos receptores de estrogênio, aumentando a ativação do mesmo receptor para promover proliferação celular, bem definido no CÂNCER DE MAMA. Além do mais, a própria obesidade na mulher já afeta outros estados de doença, incluindo polycystic ovary syndrome (PCOS), endometrial hyperplasia (EH) e a fertilidade. #nutricaoclinica #nutricionista #nutri #boanoite #mulher #saudefeminina #estrogenio #hormonio #problemahormonal #microbiota #intestino #saudeintestinal #medicinapreventiva #vidasaudavel #comidasaudavel #comidadeverdade
Read more
Um projeto de lei, de número 6299/02, tem como objetivo afrouxar ainda mais as normas que regulam ...
Media Removed
Um projeto de lei, de número 6299/02, tem como objetivo afrouxar ainda mais as normas que regulam o uso dessas substâncias no país. O Brasil já permite o consumo de 14 agrotóxicos proibidos mundialmente. Pois este número acaba de aumentar mais um pouco. De acordo com a Abrasco, 22 dos 50 ... Um projeto de lei, de número 6299/02, tem como objetivo afrouxar ainda mais as normas que regulam o uso dessas substâncias no país. O Brasil já permite o consumo de 14 agrotóxicos proibidos mundialmente. Pois este número acaba de aumentar mais um pouco.

De acordo com a Abrasco, 22 dos 50 agrotóxicos utilizados no Brasil são proibidos pela Europa. São vendidos por multinacionais que dominam o mercado brasileiro, como a Syngenta (Suíça), Bayer CropScience (Alemanha), Basf (Alemanha), DuPont (Estados Unidos) e FMC Corp (Estados Unidos), que lucram mais fora de seus países sede.

O fato é que o Brasil apoia a indústria de agrotóxicos, ao conceder incentivos fiscais como a redução de 60% do ICMS e a isenção do PIS/COFINS e do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) à produção e comércio de pesticidas, segundo levantou ao EL PAÍS em 2016 o então presidente do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), João Eloi Olenike. Ou seja, enquanto os impostos representam 34% do valor total de um remédio, no caso dos pesticidas 22% de seu valor final é composto por tributos.

Um relatório da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) de 2015 mostrava que 70% dos alimentos in natura consumidos no país estavam contaminados por agrotóxicos. Entre eles, 28% possuíam venenos não autorizados. Durante a tramitação do projeto na Câmara, a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), contrária ao projeto, lembrou ainda que, entre 2000 e 2012, houve um aumento de 288% no uso de pesticidas no Brasil. E que, segundo um estudo do Ministério da Saúde, entre 2007 e 2015 houve 84.206 notificações de intoxicação por agrotóxico.

Como se não bastasse esse golpe contra a saúde de todos, ainda vem a cartada final para a benfeitoria lucrativa dos venenos em alimentos, de acordo com o Projeto de Lei 4576/16, supermercados, mercearias, varejões e sacolões não poderão mais vender produtos orgânicos diretamente ao consumidor. #vaibrasil #boatarde #goodafternoon #agrotoxicos #contaminacao #realidade #nutricao #medicinapreventiva #tristerealidade #vidasaudavel
Read more
O risco real de fatores para doenças cardíacas e diabetes, nestes óleos, está diretamente relacionado ...
Media Removed
O risco real de fatores para doenças cardíacas e diabetes, nestes óleos, está diretamente relacionado à indução negativa no metabolismo da vitamina K2. Além disso, estes óleos possuem capacidade INFLAMATÓRIA e induzem a formação de adipócitos maduros, acelerando a síntese de gordura, ... O risco real de fatores para doenças cardíacas e diabetes, nestes óleos, está diretamente relacionado à indução negativa no metabolismo da vitamina K2. Além disso, estes óleos possuem capacidade INFLAMATÓRIA e induzem a formação de adipócitos maduros, acelerando a síntese de gordura, problemas na leptina e todos os problemas já conhecidos na síndrome metabólica/obesidade como o recrutamento de macrófagos e produção de citocinas inflamatórias; IL-6, TNFα e LTB4.

K1 é uma molécula (filoquinona) e K2 é um grupo de moléculas (menaquinonas), responsável pela ativação do inibidor de calcificação de tecidos moles MGP e influente no metabolismo do ácido gama carboxiglutâmico (Gla), aminoácido presente nos fatores de coagulação.

A população está sofrendo com deficiência de vitamina K2 possivelmente por ingestão de inibidores da mesma. Como a di-hidro-vitamina K1, obtida a partir do consumo de óleos hidrogenados, gorduras trans e óleo de canola prejudiciais a nossa saúde.

As melhores fontes são:
►Espinafre cozido: 541mcg
►Couve: 440mcg
►Chá verde fervido: 433mcg
►Chá preto fervido: 262mcg
►Repolho: 145mcg

A biossíntese de testosterona é controlada por Ocn (c-Ocn, uc-Ocn) levando a regulação positiva de genes. Testosterona e diidrotestosterona estimulam espermatogênese e suprimem apoptose em espermatócitos adjacentes. Além do óleo de canola e óleo de soja hidrogenado, as estatinas e a varfarina também inibem o processo dependente de K2, causando diminuição na produção de testosterona e demais problemas. Finalizando, estes óleos podem ser os MAIS FORTES DESREGULADORES endócrinos no ambiente de hoje. #boanoite #oleodecanola #canola #vitaminak #vitaminak2 #goodnight #dcv #nutricaoclinica #nutri #nutricionista #medicinapreventiva #medicina #nutricao #vidasaudavel
Read more
<span class="emoji emoji1f60a"></span> #boanoite
Media Removed
#boanoite 😊 #boanoite
TMAO (trimetilamina N-óxido) é um composto orgânico produzido a partir da TMA (trimetilamina), ...
Media Removed
TMAO (trimetilamina N-óxido) é um composto orgânico produzido a partir da TMA (trimetilamina), gerada pelas bactérias do intestino quando metabolizam colina (ovo e carnes), lecitina (ovo) e L-carnitina (carne vermelha), indo pela corrente sanguínea até o fígado, onde é oxidado a TMAO, ... TMAO (trimetilamina N-óxido) é um composto orgânico produzido a partir da TMA (trimetilamina), gerada pelas bactérias do intestino quando metabolizam colina (ovo e carnes), lecitina (ovo) e L-carnitina (carne vermelha), indo pela corrente sanguínea até o fígado, onde é oxidado a TMAO, principalmente pela enzima FMO3 (flavinas monooxigenase hepáticas)

O efeito da TMAO é atribuído a alteração do colesterol, do metabolismo do esterol e do ácido biliar, ativando vias inflamatórias e promovendo formação de células espumosas, junto a progressão de doenças cardiovasculares, síndrome metabólica e influência na diabetes tipo 2. Entretanto, principalmente, em indivíduos sedentários, obesos, diabéticos e renais

Alimentos potenciais que induzem aumento da TMAO são; carne vermelha, ovos, laticínios e peixes de água salgada. Seus níveis são determinados pela dieta, estilo de vida, microbiota intestinal (Firmicutes e Proteobacteria; Anaerococcus hydrogenalis, Clostridium, Escherichia fergusonii, Proteus penneri, Providencia rettgeri e Edwardsiella tarda), FMO hepáticas, disfunção do sono e função renal.
Influenciam negativamente nos níveis de TMAO:
►Fibra solúvel
►Resveratrol
►Enterobacter (gluten free), Rhodobacter, Photobacterium, Shewanella e Vibrio
►Vitaminas B e D

A colina e lecitina dos ovos são importantes contribuintes para o consumo geral de fosfolipídios dietéticos, além de regular a absorção lipídica, o metabolismo lipídico hepático e inflamação. A ingestão de ovos está associada a alterações benéficas no HDL e não existe associação entre colina dietética com DCV incidente.

Moral da história, se você é o indivíduo vulnerável, ou seja, sedentário, não se alimenta bem, obeso, fuma e/ou bebe, não dorme direito, etc. Todas ou algumas dessas características podem designar que até quando você achar que está comendo algo dietético, esse algo pode te fazer mal! Curioso, não é? #tmao #microbiota #boanoite #vidasaudavel #intestino #medicinapreventiva #medicina #nutri #nutricaoclinica #nutricao #nutricionista #alimentacaosaudavel #obesidade
Read more
Dia após dia vamos conquistando o que queremos, mas, antes de mais nada, tem que fazer por onde! <span class="emoji emoji1f4aa"></span><span class="emoji emoji1f480"></span> ...
Media Removed
Dia após dia vamos conquistando o que queremos, mas, antes de mais nada, tem que fazer por onde! #boatarde #bodybuildinglifestyle #goodafternoon #dieta #nutri #nutricionista #nutricaoesportiva Dia após dia vamos conquistando o que queremos, mas, antes de mais nada, tem que fazer por onde! 💪💀 #boatarde #bodybuildinglifestyle #goodafternoon #dieta #nutri #nutricionista #nutricaoesportiva

Loading...